Convocatória para as propostas 2022 Campanha 13 Casas

por | ago 30, 2022 | Notícias, Português | 0 Comentários

Ajudar às pessoas refugiadas, solicitantes de refúgio, deslocadas internas e vítimas de tráfico de pessoas, a quebrar com o ciclo da situação de sem-abrigo

Inspirada nos testemunhos ouvidos na Conferência de FHA 2022 em Sevilla, a Aliança Famvin com as pessoas sem-teto (FHA) lança uma convocatória de projectos no dia 30 de Agosto de 2022. Como parte da Campanha 13 Casas, esta iniciativa tem como objectivo impulsionar os esforços para melhorar a vida das pessoas sem-teto e, em concreto, das pessoas refugiadas, solicitantes de refúgio, deslocados internos e vítimas de tráfico de pessoas em todo o mundo.

Esta convocatória de projectos está dirigida a qualquer organização membro da Família Vicentina (FV) que proponha iniciativas para ajudar à população alvo a sair do ciclo da situação de sem-abrigo utilizando uma visão sustentável a longo prazo com o foco na mudança sistémica. 

Por quê isto é importante?

Segundo o ACNUR (a Agência da ONU para refugiados), 89,3 milhões de pessoas foram forçadas a deslocar nos finais de 2021 como resultado da perseguição, violência por conflitos, violações dos direitos humanos ou eventos que perturbaram seriamente a ordem pública; 53,2 milhões de pessoas são deslocadas internas, 27,1 milhões são refugiadas e 4,6 milhões são solicitantes de refúgio.1

Estes números mostram a dramática situação na que vivem milhões de pessoas, forçadas a abandonar os seus lares, e mesmo, o seu país em busca de segurança e o direito de uma vida digna. Desde finais de 2021, cresce o número de deslocados devido à guerra na Ucrânia e outros conflitos como o de Myanmar e Burkina. 2

Como consequência destas situações, assim como doutros que são descritos a seguir, o número de pessoas forçadas a fugir terá superado os 100 milhões (1 de cada 78 pessoas).3

Quando as pessoas vêm-se forçadas a fugir, o mais provável é que estejam expostas ao tráfico de pessoas, já que estar longe da sua rede de suporte familiar e comunitária contribui a que os refugiados e outras pessoas deslocadas pela força sejam um alvo fácil para os traficantes de pessoas.4

A Campanha 13 Casas quer ajudar a este grupo vulnerável de pessoas. Actualmente, a Campanha 13 Casas tem 87 projectos em 56 países e tem ajudado um total de 8,296 pessoas. Convidamos-lhe a participar desta convocatória aberta e implementar um projecto das 13 Casas. Juntos vamos ajudar as pessoas sem-teto nos 160 países onde trabalha a Família Vicentina!

Critérios de elegibilidade

Certifique-se de que o seu ramo cumpre com os seguintes critérios de elegibilidade para ser considerada para o financiamento: 

  • O principal ramo executor é um membro da Família Vicentina. 
  • Os beneficiários do projecto são pessoas em situação de sem-abrigo. Dar-se-á prioridade às iniciativas que tenham o seu foco em ajudar as pessoas refugiadas, solicitantes de refúgio, deslocados internos e vítimas do tráfico de pessoas.
  • Os projectos têm o seu foco na mudança sistémica, têm o objectivo a longo prazo de quebrar o ciclo da situação de sem-abrigo: tome em consideração que esta convocatória das propostas não inclui projectos de ajuda humanitária. Os países que não tenham projectos das 13 Casas terão prioridade. Consulte o anexo a seguir. Leve em conta que só será aceite uma candidatura de um projecto por país para o apoio financeiro do Fundo de Solidariedade da FHA. 

A FHA examinará e avaliará cada projecto. A decisão final sobre a selecção dos projectos será tomada pela equipa de avaliação da FHA. 

A FHA oferecerá apoio técnico e financeiro durante a planificação e o desenvolvimento do projecto. 

Sobre o financiamento

O Fundo de Solidariedade foi criado para apoiar a quaisquer dos ramos da Família Vicentina e países com dificuldades financeiras, fornecendo os fundos necessários para desenvolver os seus projectos das 13 Casas. Os fundos para projectos específicos dependem inteiramente da generosidade dos membros e grupos da Família Vicentina.  

A ajuda máxima que os solicitantes podem requerer ao Fundo de Solidariedade é o 50% do custo total do projecto e não mais de USD 50,000.00.

Candidate-se já!

Para enviar o seu projecto, preencha o formulário de solicitude aqui e envie para fha.info@famvin.org. A FHA aceitará candidaturas contínuas do dia 30 de Agosto até 27 de Novembro de 2022 à meia-noite (BWT).

A FHA acusará o recebimento da sua solicitude. 

Anexo – Países que ainda NÃO participaram na Campanha das 13 Casas (até 30 de Agosto de 2022)

  1. Argélia
  2. Antígua e Barbuda
  3. Áustria
  4. Bahamas
  5. Bangladesh
  6. Barbados
  7. Bielorrússia
  8. Benim
  9. Ilhas Bermudas
  10. Bolívia
  11. Bósnia e Herzegovina
  12. Bulgária
  13. Burundi
  14. Camboja
  15. Canadá
  16. República Centro africana
  17. Chade
  18. Chile
  19. Porcelana
  20. Comores
  21. Costa Rica
  22. Cuba
  23. Curação
  24. República checa
  25. República Democrática do Congo
  26. Dinamarca
  27. Djibuti
  28. Egipto
  29. O Salvador
  30. Eritreia
  31. Fiji
  32. Gâmbia
  33. Alemanha
  34. Gibraltar
  35. Granada
  36. Grécia
  37. Guiné Equatorial
  38. Guiné Bissau
  39. Guiana
  40. Hungria
  41. Irão
  42. Iraque
  43. Costa de Marfim
  44. Jamaica
  45. Japão
  46. Jordânia
  47. Hong Kong
  48. Kiribati
  49. Lesoto
  50. Libéria
  51. Lituânia
  52. Luxemburgo
  53. Macedónia
  54. Malásia
  55. Mali
  56. Malta
  57. Maurício
  58. Micronésia
  59. Moldávia
  60. Mónaco
  61. Mongólia
  62. Montenegro
  63. Birmânia
  64. Nicarágua
  65. Noruega
  66. Paquistão
  67. Portugal
  68. Porto Rico
  69. República do Congo
  70. Santa Luzia
  71. San Vicente y Las Granadinas
  72. Samoa
  73. Santo Tomé e Príncipe
  74. Senegal
  75. Servia
  76. Singapura
  77. África do Sul
  78. Sri Lanka
  79. Sudão do Sul
  80. Sudão
  81. Suriname
  82. Suazilândia
  83. Suécia
  84. Suíça
  85. Síria
  86. Taiwan
  87. Tailândia
  88. Timor
  89. Leste
  90. Togo
  91. Tonga
  92. Trindade
  93. Turquia
  94. Uruguai
  95. Vanuatu
  96. Estado do Vaticano
  97. Vietname
  98. Zâmbia
  99. Zimbabué